Almaria

Edifício da CorteEdifício da Corte Edifício da CorteEdifício da Corte

Reserve Online
Scroll

Dom Duarte I

(1391 - 1438)

D. Duarte I nasce em Viseu, apelidado de "o Eloquente" e "o Rei-Filósofo", foi Rei de Portugal de 1433 até à sua morte.

Era o filho mais velho do rei D. João I e sua esposa, rainha D. Filipa de Lencastre.Duarte recebeu o seu nome em homenagem ao avô de sua mãe, o rei Eduardo III da Inglaterra.

Desde muito jovem, D. Duarte acompanhou o seu pai nos assuntos do reino, tornando-se assim num herdeiro preparado para poder reinar.

Em 1412 foi formalmente eleito por seu pai o seu braço direito.

Ao contrário de D. João I, D. Duarte foi um monarca preocupado em criar consentimento entre as cortes, onde durante o seu curto reinado de cinco anos, convocou as cortes cerca de cinco vezes de forma a se poder discutir assuntos de estado.

D. Duarte deu continuidade à política de incentivo quer à exploração marítima que às conquistas em África.

Em 1437, os seus irmãos, Henrique e Fernando, convenceram-no a atacar Marrocos, de forma a consolidar a presença portuguesa no norte de África, onde se pretendia criar uma base para a exploração do Oceano Atlântico.

A campanha foi mal sucedida e a cidade de Tânger acabou por não ser conquistada, custando a derrot O próprio príncipe Fernando foi capturado e morreu em cativeiro, por recusar-se a ser libertado em troca da devolução de Ceuta, o que lhe valeu o cognome de "Infante Santo".

O próprio D. Duarte morreu pouco tempo depois de peste.

Fora da esfera política, D. Duarte foi um homem interessado em cultura e conhecimento, tendo escrito livros de poesia e prosa.

scroll
os nossos edificios

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação e fornecer o melhor serviço possível. Continuando a navegar no site, aceita o seu uso.

Ver mais
Ok