Almaria

Edifício da CorteEdifício da Corte Edifício da CorteEdifício da Corte

Reserve Online
Scroll

Dom Fernando I

(1345 - 1383)

O início do reinado de D. Fernando foi marcado pela política externa.

Quando D. Pedro I de Castela (1350-1369) morreu sem deixar herdeiros masculinos, D. Fernando, como bisneto de D. Sancho IV de Castela, por via feminina, declara-se herdeiro do trono.

O rei apaixona-se por D. Leonor Teles de Menezes, mulher de um dos seus cortesãos e após a rápida anulação do primeiro casamento de D. Leonor, D. Fernando casa com ela, publicamente a 15 de maio de 1372 no Mosteiro de Leça do Balio.

Durante o seu reinado D. Fernando manda reparar e construir castelos como também ordena a construção de novas muralhas em Lisboa e Porto.

Durante o reinado de D. Fernando alargaram-se, também, as relações mercantis com o estrangeiro.

O desenvolvimento da marinha foi, muito apoiado, resultando na criação da Companhia das Naus.

Fernando morre em 1383, chegando ao fim a linha dinástica da dinastia de Borgonha.

Leonor Teles é nomeada regente em nome da filha e de D. João I de Castela, assumindo uma transição em nada pacifica.

Respondendo aos apelos de grande parte dos Portugueses para manter o país independente, D. João, mestre de Aviz e irmão bastardo de D. Fernando, declara-se rei de Portugal. O resultado foi a crise de 1383-1385, um período de interregno, onde o caos político e social dominou.

João tornou-se no primeiro rei da Dinastia de Avis em 1385.

Em 1875 Joaquim Possidónio da Silva, manda transportar o monumento funerário de D. Fernando do Convento de São Francisco em Santarém para o Museu Arqueológico do Carmo (onde ainda hoje se encontra), de modo a salvaguardar a sua integridade e dignidade.

scroll
os nossos edificios

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação e fornecer o melhor serviço possível. Continuando a navegar no site, aceita o seu uso.

Ver mais
Ok