Almaria

Edifício da CorteEdifício da Corte Edifício da CorteEdifício da Corte

Reserve Online
Scroll

Dona Mafalda de Soboia

(1125 - 1157)

Mafalda de Saboia, Condessa de Saboia, Piemonte e Maurienne, também conhecida como Matilde, foi a primeira rainha de Portugal, desde 1146 até à data da sua morte.

Filha do Conde Amadeu III de Saboia e da sua esposa Mafalda de Albon.

Esteve casada durante doze anos com D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal.

A Cerimónia do casamento entre o Rei D. Afonso Henriques e a futura Rainha teve lugar no ano de 1146.

Da sua vida pouco se sabe, contudo, os historiadores referem-se à Rainha D. Mafalda de Saboia como tendo sido uma mulher com um “feitio difícil e de real teimosia”.

Atribui-se um mau feitio assim como uma certa teimosia à Rainha devido aos conflitos constantes entre a rainha e o prior de Santa Cruz de Coimbra, São Teotónio.

Conta-se que a Rainha se encontrava em trabalho de parto de um dos seus filhos e que quando se apercebe estar a correr sério perigo de vida, manda chamar o prior com o objetivo de obter a bênção de São Teotónio. Uma vez abençoada a Rainha consegue dar à luz e sobreviver.

Como forma de gratidão profunda para com o prior D. Mafalda manda fazer um quadro em sua honra.

A amizade entre a Rainha D. Mafalda e o prior acabou por ser temporária, devido ao facto de o Prior não ter autorizado a entrada de D. Mafalda no Claustro interior do Mosteiro de Santa Clara, para não infringir as regras da instituição.Mafalda de Saboia não aceita a decisão e posição tomada pelo prior e como reação manda persegui-lo.

Do seu casamento com D. Afonso Henriques nasceram sete filhos, um dos quais, D. Sancho, segundo rei de Portugal.

A primeira rainha de Portugal, faleceu com cerca de trinta anos, a 3 ou 4 de dezembro de 1157, na sequência do parto da infanta D. Sancha.

scroll
os nossos edificios

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação e fornecer o melhor serviço possível. Continuando a navegar no site, aceita o seu uso.

Ver mais
Ok