Almaria

Officina RealOfficina Real Officina RealOfficina Real

Reserve Online
Scroll

Vidros da Marinha Grande

Já no séc. XV, teria sido instalado na Marinha Grande um forno para apoio de reparação dos vitrais do Mosteiro da Batalha.

O vidro era obtido através da incineração de produtos naturais com carbonato de Sódio.

Foi já no ano de 1748 que o Irlandês Beare transfere a fábrica que explorava em Coina para a Marinha Grande como consequência da falta de combustível, vindo então beneficiar da proximidade do Pinhal de Leiria.

A abundância de matérias primas e de carburante vem proporcionar o crescimento da indústria vidreira na região.

Contudo só em 1769 é que o inglês Guilherme Stephens com o alvará do rei D. João V e beneficiando de todo o apoio do Marquês de Pombal fez renascer a fábrica, dando-lhe um novo impulso e prestigio, aplicando a técnica do vidro manual soprado, que deu o titulo à Marinha Grande de a Capital do Vidro.

A primeira fábrica de produção de vidro - a Real Fábrica de Vidros da Marinha Grande - foi criada no ano de 1769 pelo Marquês de Pombal em favor de Guilherme Stephens.

scroll
os nossos edificios

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação e fornecer o melhor serviço possível. Continuando a navegar no site, aceita o seu uso.

Ver mais
Ok