Almaria

Edifício da CorteEdifício da Corte Edifício da CorteEdifício da Corte

Reserve Online
Scroll

Sobre

O Edifico da Corte situa-se na Rua e Calçada do Ferragial, localizadas junto à Cerca Fernandina, muralha mandada construir por D. Fernando em 1373 para dar conta da realidade e crescimento da população da época, dado que a anterior Cerca Moura já não a suportava no período pós-reconquista. Junto, mas à época fora da Muralha, daí o seu nome de origem latina (farrago inis) significando “campo onde se cultivam cereais ceifados verdes”.

Alguns séculos depois, a zona, outrora campo, foi o local de edificação do famoso Palácio Corte Real, um dos mais majestosos palácios de toda a história de Lisboa, totalmente destruído no terramoto e maremoto de 1755. Pertenceu inicialmente à família Corte Real, que o vendeu à Casa Real na época do infante D. Pedro, depois regente do Reino e, finalmente, rei D. Pedro II, que nele habitou até ser destronado o seu irmão, D. Afonso VI. Serviu, a partir de então, como residência do Infantado. Situava-se, convenientemente, nas traseiras do Paço da Ribeira, fazendo parte daquele complexo palaciano.

Ali ao lado, o Paço da Ribeira –  situado no que é hoje o Terreiro do Paço, ou Praça do Comércio -  foi um palácio real e residência oficial dos reis de Portugal durante cerca de dois séculos, sucedendo ao Paço da Alcáçova no Castelo de S. Jorge .

É nesta zona nobre da cidade, com forte influência da Casa Real, da Corte e seus Palácios, que, fruto de um profundo trabalho de reabilitação, é devolvido a Lisboa um prédio outrora abandonado e avançado estado de decadência , que, em memória dessa história, recebe o nome de Edifico da Corte.

Aluguer de apartamentos de curto a médio prazo, quer venha em trabalho ou de férias sinta-se em sua própria casa, em apartamentos totalmente equipados e decorados.

Wifi, Roupa de Cama e Toalhas de Banho; Serviço de Limpeza e Cozinha Completa.

O Edifício da Corte é composto por 15 apartamentos de tipologias Loft, T1 e T2, com áreas de 50 a 128 m2, que recebem o nome de alguns Reis e Rainhas portugueses.

O Edificio da Corte, embora equipado segundo os melhores padrões de comodidade e modernidade, inspirou-se na história da Corte e dos Palácios Reais, para recriar apontamentos decorativos que remetem para outras épocas. As assinaturas e brasões dos Reis e Rainhas que dão nome aos apartamentos marcam presença em cada um deles. Os lustres que enriquecem os seus tectos, desde logo o imponente lustre do Hall – o lustre da Corte -, são recriações contemporâneas do fausto de outros tempos. Em ambos os casos, criações plásticas de artistas portugueses: atelier Catarina Portas e Cláudia Gama.

scroll
os nossos edificios

Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação e fornecer o melhor serviço possível. Continuando a navegar no site, aceita o seu uso.

Ver mais
Ok